Publications in the Year: 2012

Book Chapter

Dagnino, R, Baroni F, Gobbi E, Gigliotti M.  2012.  Cartografia de síntese de riscos ambientais na Bacia Hidrográfica do Ribeirão das Anhumas, Campinas, São Paulo. Gestão de áreas de riscos e desastres ambientais. Gestão de áreas de riscos e desastres ambientais. :60-90.: IGCE/UNESP-Rio Claro/PPG-Geografia/ALEPH/KARMEL Abstract

n/a

n/a
SAIFI, S, DAGNINO R.  2012.  Grandes projetos de desenvolvimento e implicações sobre as populações locais: o caso da usina de Belo Monte e a população de Altamira, Pará. Indústria, tecnologia e trabalho: desafios da economia brasileira. : EITT/PUCSP Abstract

n/a

n/a

Conference Proceedings

Simoni, A, Dagnino R.  2012.  População indígena e Território na Amazônia brasileira: estudo de caso da população Xipaya no município de Altamira, Pará.. V Congreso de la Asociación Latinoamericana de Población. :30. Abstract

n/a

n/a

Simoni, A, Dagnino R.  2012.  Uma análise da população indígena na cidade de Altamira, Estado do Pará, com base nos dados do Censo 2010. XVIII Encontro Nacional de Estudos Populacionais. , Águas de Lindóia, São Paulo Abstract

O Censo 2010 traz diversos dados que permitem uma análise mais pormenorizada da dinâmica populacional indígena, possibilitando novos debates e acumulação de conhecimento sobre esta. Assim, com base nestes dados este trabalho pretende entender as principais dinâmicas da população indígena no município de Altamira, Estado do Pará, em específico os indígenas residentes na sede municipal e, em especial, as populações Arara, Juruna, Kuruaya e Xipaya. Uma análise histórica da cidade mostra a presença crescente de diversos grupos
indígenas, que nos últimos anos passou e ainda passa por um processo de etnogênese. Para compreendermos de maneira mais ampla os processos pelos quais esta população passou e passa, incorporaremos à análise o Estudo de Impacto Ambiental (EIA) da usina hidrelétrica de Belo Monte, que nos ajuda a traçar de maneira mais precisa a situação atual desta.

DAGNINO, R, CARPI JUNIOR S, BARONI F, GOBBI E, GIGLIOTTI M.  2012.  Mapas de síntese de riscos ambientais na bacia hidrográfica do Ribeirão das Anhumas, Campinas, São Paulo. Congresso Brasileiro sobre desastres naturais. Abstract

n/a

n/a
CARMO, R, DAGNINO R, JOHANSEN IC.  2012.  Demographic transition, urbanization and consumption patterns in Latin America: challenges and possibilities. Annals of Planet Under Pressure 2012. Abstract

n/a

n/a

Journal Article

CARMO, R, Dagnino R, Caparroz M, Lombardi T.  2012.  Agroindústria, grandes projetos de infraestrutura e redistribuição espacial da população: tendências populacionais recentes no Mato Grosso e Pará.. Cadernos de Estudos Sociais. 27(2): Fundação Joaquim Nabuco Abstractcarmo_et_al_2012_agroindustria_ces_fundaj.pdfCadernos de Estudos Sociais

Dois processos recentes estão redirecionando os eixos migratórios do país, afetando de maneira direta a redistribuição espacial da população nos estados do Mato Grosso e Pará. Por um lado, temos a expansão da agroindústria no Mato Grosso, que significou uma mudança demográfica importante em relação ao processo anterior de expansão da cultura de soja. Por outro lado, as grandes obras de infraestrutura do Governo Federal, que se refletem em aumento de fluxos migratórios para as regiões em que estão ocorrem, e este é o caso do Pará. Para abordar essas questões, utilizamos os dados censitários dos anos de 2000 e 2010 para caracterizar os fluxos migratórios, e analisar a redistribuição espacial da população. Focalizamos duas microrregiões: Alto Teles Pires, no Mato Grosso; e Altamira, no Pará, apresentando e discutindo as tendências de urbanização e a inserção da população nas atividades produtivas.